Tradução e interpretação de Ec 7:16 e 17

Qual é a tradução e a interpretação dos textos de Ec 7:16 e 17?

אַל־תְּהִ֤י צַדִּיק֙ הַרְבֵּ֔ה וְאַל־תִּתְחַכַּ֖ם יוֹתֵ֑ר לָ֖מָּה תִּשּׁוֹמֵֽם

Ec 7:16: Não seja muito justo, e não seja excessivamente sábio; por que ficaria desolado?

אַל־תִּרְשַׁ֥ע הַרְבֵּ֖ה וְאַל־תְּהִ֣י סָכָ֑ל לָ֥מָּה תָמ֖וּת בְּלֹ֥א עִתֶּֽךָ

Ec 7:17 Não seja muito ímpio, e não seja tolo; por que morreria antes do seu tempo?

Vamos analisar as expressões contidas nos versos acima.

“Não seja muito justo”. Rashi e Midrash: Não tente ser mais justo do que o seu Criador, como Shaul, que tentou demonstrar justiça, mas direcionou mal a sua misericórdia ao ímpio (1 Sm 15:8,9).

Existe um termo no Talmud para alguém que é “muito justo”: o “piedoso tolo” (חסיד שוטה, chassid shotê).  O exemplo clássico está em Sotá 21b: Por exemplo, é aquele que vê uma mulher se afogando em um rio e diz: Não é correto olhar para ela enquanto está despida e salvá-la.

Exemplo 1: alguém está passando mal justamente no momento em que você irá recitar o Shemá, e então você não ajuda a pessoa para cumprir a sua obrigação religiosa de oração.

Exemplo 2: o Rabino Shalom Arush ensina que o homem deveria até deixar de realizar o dever de oração para dar atenção à sua esposa e manter a paz no lar. O legalista irá cumprir a sua obrigação religiosa e deixar o seu lar se afundar, o que é um grave erro!

Exemplo 3: Yeshua criticou muitos p’rushim (fariseus) que se apresentavam como homens “muito justos”, mas em verdade havia grande hipocrisia.

Conclusão: você não pode ser “muito justo”, ou seja, criar um sistema tão rígido de justiça pessoal que venha a violar os princípios da Torá, causando mal a si mesmo e/ou ao próximo.

“não seja excessivamente sábio”. A sabedoria é uma virtude. O verso não proíbe que alguém seja muito sábio, mas sim que seja excessivamente sábio, ou seja, o homem não pode agir além suas capacidades de sabedoria através de atos presunçosos, pensando que é mais sábio do que a própria Torá. 

Ex: o homem se acha excessivamente sábio e, por ser fiel à sua esposa, acha que não tem nada de mais ficar conversando com outras mulheres, pois crê em sua fidelidade. E o que acontece? Com o passar do tempo, fica vinculado afetivamente a outra mulher e termina caindo no adultério. 

“por que ficaria desolado?”. Midrash: Por que você está trazendo a sua própria perdição?

“Não seja muito ímpio”. Rashi: Ainda que você tenha cometido um ato ímpio, não persista em sua impiedade [pesando incorretamente que não há chance para o arrependimento].

“e não seja tolo”. Mahari Kara: “Ao perceber que a sabedoria excessiva é causa de desolação, não tome o caminho oposto e se torne um tolo”. 

“por que morreria antes do seu tempo?”. Há um conceito judaico no sentido de que o mal e a morte estão ligados (Dt 30:15). Rashi: Se você faz o bem terá a vida; mas se faz o mal terá a morte.

Don`t copy text!